sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Comer em Shopping

O inferno em Terra: almoçar em Praça de Alimentação de Shopping

Uma vez, no meu outro blog, eu falei do quanto me dava raiva a falta de educação, consideração e bom senso dos aborrescentes espinhentos ou não e universiOtários criados com leite tipo B pasteurizado, hidratante Monange azul pq é esse que a Xuxa diz que prefere e com óleo de amêndoas Paixão, aqui de Curitiba. Contei que uma das coisas que mais me deixava p*$@ era o tal de deixar na mesa a bandeja usada onde a juventude curitibana trouxe seus lanchinhos meu lanchinho, meu lanchinho, vou comer, vou comer comprados em féstifude. Detalhe é que não sou só eu que reclamo disso, não.

Bandeja suja em mesa de shopping me irrita profundamente

Mãããããããs, como este é um blog que fala muito mais de emagrecimento do que de qualquer outra coisa, quero falar hoje com vcs do INFERNO que é... almoçar em shopping. Lembram que uma vez eu disse que queria ver uma nutri me levar pro shopping e conseguir montar um cardápio gostoso e saudável e light e sem gosto de papel? Pois é, o pessoal do Fantástico não ouviu o desafio - ou se ouviu, nem deu bola; e continuo sem saber como posso fazer isso se a graaaaaaaaaaande maioria do que se oferece a título de comida é... junk food.

Eu, por exemplo, fui comer hoje na 10 Pastéis. Pastel, cara. Um de frango, queijo e milho; outro de 4 queijos (deu pra notar que eu curto MUITO comer queijo?); mas o monstro da vontade saco sem fundo ainda não estava satisfeito. Nããããão, ele queria MAIS. Algo calórico. Algo engordativo. Algo cheio de creme, açúcar e chocolate. Aí, fui até o Chef Vergé e pedi um milk-shake de ovomaltine (muito melhor que o do Bob's).

O de verdade é IGUAL ao da foto! Juro!
Lógico que hoje em dia as redes de féstifude TAMBÉM oferecem saladas a preços estratosféricos acessíveis. O problema é que a gente não tem a menor NOÇÃO do tamanho das saladas. Eu sou do time "tirem-me o alface, tirem-me o tomate; mas, sem carne, eu não sobrevivo". Sei que comer carne é um veneno pro organismo; tenho consciência que uma caesar salad sem molho é muito mais light e saudável porém mais cara, no geral do que os meus amados sanduichinhos e bobeirinhas que eu sempre como lá; que um frozen economiza pelo menos 100kcal em comparação com uma casquinha do Palhacitos, enfim... O problema/fato é que definitivamente, não é feita uma boa propaganda em cima das saladas.

Basta dar uma olhada nas fotos de divulgação: as saladas estão sempre escondidinhas nos banners e/ou cardápios, não te dão a real do tamanho da salada, e passam a sensação que vc vai passar FOME. Quando vou pensar em pedir salada em féstifude, desisto logo, pq fico imaginando meu estômago olhando pra mim licença poética, dá licença? e falando: "é só isso? Cadê o resto?". Sem contar que, por conta disso, às vezes eu vejo a pessoa pedindo a salada GRANDE, imaginando que é um potinho que mal cabe uma bela concha de feijão preto cozido em casa na hora, e se depara com um ataque das alfaces americanas assassinas, com seus asseclas tomates cereja, lascas de parmesão e croutons. Eu juro que tenho medo dessas saladas de shopping.

Isso pra não falar que as saladas vendidas em shoppings são sempre EXATAMENTE AS MESMAS. Já imaginou, todo santo dia, vc de dieta, contando as calorias, comendo sempre A MESMA SALADA? Todo dia comendo a mesma quantidade de alface, alface roxa, rúcula, tomate seco, peito de peru defumado, lascas de parmesão e crouton? Com o mesmo molho (pra quem gosta)? Com a mesma água com gotinhas de limão? #Ahmedeixaviver.

Isso só significa uma coisa: o shopping quer que eu engorde. O shopping quer que eu fique frustrada nas lojas de roupas, e vá gastar minhas preciosas moedinhas na praça de alimentação. Por isso mesmo, é que no mês da dieta nazi, eu vou é passar beeeeeeeeem longe da praça de alimentação do shopping-monstro.

Um comentário:

laydane disse...

Que raiva né amiga, porque o que é bom engorda..não entendo